Jarbas diz que desafio de Dilma será governar sem Lula

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) disse ontem que o maior desafio da presidente eleita Dilma Rousseff (PT) será governar o País sem a presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

ANNE WARTH, Agência Estado

01 de novembro de 2010 | 00h06

Em entrevista concedida no comitê de campanha do PSDB, na capital Paulista, Jarbas disse que Dilma foi uma escolha pessoal de Lula motivada pelas denúncias de corrupção que atingiram os principais nomes do partido, como os ex-ministros José Dirceu e Antônio Palocci. "O governo de Dilma será muito diferente de uma campanha manipulada, dirigida e organizada por Lula, muito diferente de um governo no qual ela será a figura principal", criticou.

Jarbas reconheceu que a oposição não foi capaz de se organizar durante o governo Lula. "Reconheço nossa incapacidade absoluta de fazer uma oposição permanente", admitiu. "A única vez que nos organizamos foi no Senado, quando conseguimos derrubar a CPMF. Isso mostra que com um mínimo de organização, o trabalho é possível", disse.

Ele também recomendou que essa organização seja feita até o fim deste ano e que o trabalho terá de ser totalmente diferente do realizado nos últimos anos. "Sem organicidade, cada um tendo o seu papel e o seu objetivo, com reuniões sistemáticas e percorrendo o País sempre, não apenas em período eleitoral, isso é fundamental".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.