Jarbas critica ataques de Lula e petistas à imprensa

O senador Jarbas Vasconcellos (PMDB-PE) fez, da tribuna, um discurso em que criticou o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os petistas por tentarem transferir para a imprensa, segundo ele, a responsabilidade por erros que cometeram no exercício do poder. Na avaliação de Jarbas, quem acompanha a política brasileira nos últimos 27 anos sabe o quanto o PT deve à imprensa livre. "A imagem de um partido ético, inovador e diferente dos demais foi construída a partir de milhares de reportagens veiculadas em jornais, emissoras de rádio, emissoras de TV e, mais recentemente, pela internet", afirmou o senador.Segundo Jarbas, a freqüente alegação dos petistas de que haveria uma "conspiração" contra o governo não passa de uma farsa. "Que conspiração é essa, repetida reiteradamente pelo PT? Foi a imprensa que comprou apoio de deputados para votarem com o governo?", questionou o senador pernambucano. E insistiu: "Foi a imprensa que ampliou os gastos com cartões corporativos da Presidência? Foi a imprensa que quebrou o sigilo bancário de um simples caseiro? Foram repórteres que foram pegos transportando dólares na cueca?"Em um regime democrático, lembrou Jarbas Vasconcellos -, a relação entre Poder e imprensa sempre será tensa, mas imprescindível. "Numa ditadura, não existe essa relação, não há liberdade. Existe censura, repressão. No regime de força, em que o Brasil viveu boa parte do século passado, o ditador de plantão é quem tem a palavra final. E não é isso que queremos novamente para o País."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.