Jarbas adia decisão sobre sua candidatura ao governo de PE

Senador do PMDB vem sendo pressionado por tucanos, que buscam palanque para José Serra

Ana Paula Scinocca, de O Estado de S.Paulo

28 de abril de 2010 | 19h29

BRASÍLIA - Pressionado pelo PSDB, o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) empurrou para a semana que vem a decisão sobre a disputa ao governo de Pernambuco. Jarbas não tem mostrado disposição em concorrer ao governo do Estado, mas tem sido cortejado por tucanos e integrantes do DEM e do PPS a aceitar o desafio. A oposição insiste na disputa porque precisa de palanque para o candidato José Serra (PSDB) no Estado.

 

Jarbas já foi governador e prefeito do Recife. No Senado, está no meio do mandato. Ontem, ele participou de conversas com o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), e com o também senador Tasso Jereissati (PSDB-CE).

 

À noite, divulgou nota na qual afirma ter decidido adiar para 7 de maio sua decisão atendendo à solicitação do PSDB, DEM, PPS, PMN e PMDB. A expectativa inicial era de que a definição sobre a disputa ou não ao governo pernambucano ocorresse até esta sexta-feira, dia 30.

 

Segundo o Estado apurou, se a decisão fosse tomada esta semana, Jarbas provavelmente optaria por não concorrer ao governo. Em caso de negativa, um nome que tem sido ventilado, nos bastidores, para a viabilização de palanque para Serra em Pernambuco é o do presidente do PPS, Roberto Freire.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.