João Mattos/BRAZIL PHOTO PRESS
João Mattos/BRAZIL PHOTO PRESS

Jaques Wagner se reúne com ala do PT a favor da cassação do peemedebista

Encontro acontece na véspera da sessão do Conselho de Ética que pode dar continuidade ao processo por quebra de decoro contra o peemedebista; assessoria afirma que essa não será a pauta da reunião

Isadora Peron, O Estado de S.Paulo

23 Novembro 2015 | 18h05

BRASÍLIA - O ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, se reúne na noite desta segunda-feira, 23, com integrantes de uma ala mais à esquerda do PT, que defende a cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Apesar de o encontro acontecer na véspera da sessão do Conselho de Ética que pode dar continuidade ao processo por quebra de decoro contra o peemedebista, a assessoria de imprensa do ministro afirma que a reunião já estava marcada há algum tempo e que essa não será a pauta do encontro.

Fazem parte da Mensagem ao Partido os deputados Paulo Teixeira (SP), Henrique Fontana (RS) e Moema Gramacho (BA).

Na semana passada, o governo tentou articular com deputados do PT para não dar quórum na sessão do Conselho de Ética. O cancelamento da reunião causou confusão na Câmara e reação de parlamentares, inclusive da base aliada.

A avaliação do Palácio do Planalto é que o “desgaste” de apoiar Cunha num momento em que o peemedebista está cada vez mais fragilizado é o preço a se pagar para manter longe da pauta a abertura de um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. 

Oficialmente, integrantes do governo negam que haja uma movimentação para proteger Cunha. Nesta segunda, o ministro Edinho Silva (Comunicação Social) afirmou que a situação do peemedebista no Conselho de Ética não é um “assunto do governo” e que bancada do PT tem "total autonomia" para decidir como agir dentro do Congresso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.