Jaques Wagner defende apoio do PT a Campos em 2018

O governador da Bahia Jaques Wagner (PT) disse em entrevista à revista Veja desta semana que o PT deve apoiar o atual governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) nas eleições presidenciais de 2018. "Eduardo pode ser a alternativa para 2018: o grupo se mantém na Presidência, mas com outro partido. É melhor entregar para um aliado do que perder para um adversário ou um ex-aliado. É disso que eu tento convencer o PT, mas não está fácil", disse. Ele também avaliou que a presidente Dilma Rousseff, o senador Aécio Neves e Marina Silva devem estar disputando as eleições presidenciais em 2014.

AE, Agência Estado

12 de maio de 2013 | 13h56

Wagner disse que o Brasil está evoluindo desde o Plano Real, e que a presidente Dilma tem de deixar o país mais competitivo agora. "O país está em evolução, é um grande processo. Não dá para falar que tudo começou com o PT, é uma burrice não reconhecer o que outros fizeram. O alicerce foi feito pelo FHC, muitos tijolos foram colocados pelo Lula e outros estão sendo assentados pela Dilma".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.