Jaqueline 'desaparece' e será notificada via Diário

De licença médica da Câmara, a deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF) também não foi encontrada em sua residência para receber a notificação da Corregedoria da Casa de que está sendo investigada. Com este "desaparecimento" da colega, o corregedor deputado Eduardo da Fonte (PP-PE) determinou que ela seja notificada pelo Diário Oficial, o que acontecerá na próxima segunda-feira, 21.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

18 de março de 2011 | 17h32

O processo contra a deputada chegou à Corregedoria na última quarta-feira. Por três vezes, funcionários do órgão foram até a residência da parlamentar, mas foram informados que ela não estava. A notificação é o primeiro passo do processo.

Depois que a deputada for notificada, ela terá cinco dias úteis para apresentar sua defesa. Como isso só vai acontecer na próxima segunda-feira, Jaqueline terá até o dia 28 para apresentar sua versão dos fatos à Corregedoria. Somente depois da defesa, Fonte poderá preparar seu parecer pedindo que a Mesa remeta esta investigação ao Conselho de Ética, onde já tramita uma representação do PSOL.

Jaqueline foi flagrada em vídeo recebendo um pacote de dinheiro do ex-secretário de Relações Institucionais do DF Durval Barbosa. A gravação foi divulgada em primeira mão no início deste mês pelo portal Estadão.com.br. Em nota, a deputada afirma que o dinheiro era de caixa dois da campanha eleitoral dela em 2006, quando se elegeu para a Câmara Legislativa do DF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.