Japão declara-se livre da pneumonia asiática

O governo do Japão declarou nesta sexta-feira o país livre da Síndrome Respiratória Aguda Severa (Sars, na sigla em inglês), a pneumonia asiática, dez dias depois que um médico de de Taiwan infectado deixou o país. De acordo com o Ministério da Saúde japonês, 2.743 pessoas que tiveram algum contato com o médico foram examinadas e passam bem. O tauianês foi o primeiro caso confirmado de Sars no Japão. A doença foi diagnosticada quando o médico já estava em Taipé, capital de Taiwan, depois de voltar de uma viagem de turismo em Osaka, no Japão. A Sars já matou 682 desde novembro do ano passado. China, Hong Kong e Taiwan são, respectivamente, os países mais afetados. Em Taiwan, onde a doença está crescendo, 60 pessoas morreram e 538 estão infectadas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.