Jantar entre PT e PMDB selará acordo para eleições de 2010

Ideia é acertar compromisso com outros partidos que apoiam o governo e gerenciar a campanha eleitoral

Denise Madueño, da Agencia Estado,

20 Outubro 2009 | 14h03

A aliança em torno da candidatura da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, dá um passo hoje com o jantar para selar o pré compromisso entre o PT e o PMDB. Sob o comando do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os pontos do acordo já foram acertados anteriormente. O PMDB terá lugar na vice-presidência da chapa de Dilma, participará efetivamente da campanha eleitoral e também da elaboração do programa de governo.

 

O nome para ocupar a vice não será decidido hoje. No entanto, o nome mais cotado é o do presidente da Câmara, Michel Temer (PMDB-SP).

 

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), afirmou que a partir do acordo desta terça-feira, a ideia é acertar com outros partidos que apoiam o governo e formar um grande bloco para gerenciar a campanha eleitoral e elaborar o programa de governo.

 

Lula deverá reunir no jantar, além de Dilma, os presidentes e os líderes do PT e do PMDB na Câmara e no Senado, o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), Temer, os ministros da coordenação política do governo e os ministros do PMDB.

 

Após o jantar, marcado para as 20h30 na Granja do Torto, deverá ser divulgada uma nota conjunta à imprensa.

Mais conteúdo sobre:
eleições 2010jantarPTPMDBLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.