Jefferson Rudy/Divulgação
Jefferson Rudy/Divulgação

Janot pede arquivamento de inquérito contra Aécio na Lava Jato

Procurador-geral da República entendeu não haver elementos para investigar presidente nacional do PSDB, citado em delação do doleiro Alberto Youssef

Débora Bergamasco, O Estado de S. Paulo

04 de março de 2015 | 16h32

Brasília - A lista do procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, enviada no início da noite desta terça-feira, 3, ao Supremo Tribunal Federal (STF) pede o arquivamento de uma investigação envolvendo o senador Aécio Neves (PSDB-MG). 

O nome do tucano foi citado no depoimento do doleiro Alberto Yousseff, mas a Procuradoria entendeu que as informações reunidas sobre o presidente do PSDB não são suficientes para que ele seja investigado, por isso sugeriu ao ministro Teori Zavascki o arquivamento da denúncia. Ainda não se sabe o teor da citação envolvendo o tucano ou mesmo se ele recebeu propina.

A solicitação do procurador-geral corre sob sigilo de Justiça e ainda será analisada pelo ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF. 


Tudo o que sabemos sobre:
Operação Lava JatoAécio NevesPSDB

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.