André Dusek|Estadão
André Dusek|Estadão

Janot denuncia Henrique Alves ao Supremo

Ex-ministro do Turismo, que deixou a pasta na quinta, teria contas não declaradas no exterior

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo

18 de junho de 2016 | 18h52

Brasília - A Procuradoria-Geral da República enviou uma denúncia contra o ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) ao Supremo Tribunal Federal por conta do seu suposto envolvimento no esquema investigado pela Operação Lava Jato.

Segundo informação publicada pela coluna Radar, na edição deste fim de semana da revista Veja, a base da  denúncia seria as contas mantidas pelo peemedebista no exterior.

Como mostrou o Estado neste sábado, a Suíça transferiu ao Brasil os documentos e extratos bancários envolvendo Alves. Na Europa, fontes próxima ao caso confirmaram a que o ex-ministro manteve uma conta com depósitos que variavam entre US$ 700 mil e US$ 1 milhão.

A existência de um pedido de denúncia contra o peemedebista pode ter sido o fator principal para que ele tenha pedido para deixar o cargo, na última quinta-feira. A saída de Alves foi a terceira baixa do governo do presidente em exercício Michel Temer por conta das investigações do esquema de corrupção da Petrobrás.

O ex-ministro foi citado nas delações do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado e do ex-vice-presidente da Caixa Fábio Cleto. 

A procuradoria-geral da República também pediu para que o nome de Alves fosse incluído no inquérito principal da Lava Jato, chamado quadrilhão.

Também há a suspeita de que o peemedebista atuou a favor da empreiteira OAS no Congresso em contrapartida do recebimento de recursos ilícitos do esquema da Petrobrás.

Em nota enviada nesta sexta, Alves negou ter contas fora do País. “Refuto qualquer ilação a respeito de conta no exterior em meu nome”, afirmou Alves em uma curta nota.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Operação Lava JatoHenrique AlvesSTF

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.