Janene presta depoimento na PF e nega acusações

O ex-deputado e ex-líder do PP José Janene prestou depoimento na manhã desta sexta-feira, 2, na Polícia Federal em Londrina, no Paraná, segundo informação da Globonews. Apontado como um dos principais envolvidos no escândalo do ´mensalão´, ele foi ouvido no inquérito que apura lavagem de dinheiro e sonegação fiscal. A PF investiga a origem de depósitos suspeitos feitos nas contas de parentes e assessores do ex-deputado. Janene negou todas as acusações e disse que já prestou todos os esclarecimentos em outro inquérito do Supremo Tribunal Federal (STF). O delegado de Londrina vai pedir a cópia do processo. No início do mês, o ex-parlamentar se aposentou com direito a receber da Câmara dos Deputados um benefício de R$ 12.847,20. Ele terá direito a 100% do valor da remuneração de um deputado porque alegou problemas de saúde.MensalãoNo fim do ano passado, Janene foi absolvido na Câmara dos Deputados por suposto envolvimento no esquema do mensalão - dinheiro pago a parlamentares para votarem a favor de projetos do governo. Ele foi acusado de receber R$ 4 milhões de contas do empresário Marcos Valério Fernandes de Souza.Janene admite ter recebido R$ 700 mil, que diz terem sido usados para pagar o advogado na defesa do ex-deputado Ronivon Santiago (AC) também do PP, que teve o mandato cassado pela Justiça Eleitoral por compra de votos. O esquema do mensalão - pagamento de uma suposta mesada a parlamentares para votarem a favor de projetos do governo - foi denunciado por Roberto Jefferson, então deputado pelo PTB e presidente da legenda, que acabou sendo cassado por conta de seu envolvimento. Segundo ele, os pagamentos mensais chegavam a R$ 30 mil e o esquema de repasse do dinheiro era feito através de movimentações financeiras do empresário Marcos Valério.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.