Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Jair Renan, filho '04' de Bolsonaro, ganha programa de rádio

Investigado por tráfico de influência pela PF, Renan Bolsonaro comandará o 'Podcast Zero Quatro' em emissora de Brasília a partir desta quinta, 6

Davi Medeiros, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2022 | 14h13

Filho “04” do presidente Jair Bolsonaro (PL), Jair Renan Bolsonaro vai comandar um programa de rádio na emissora Sucesso News, de Brasília, a partir desta quinta-feira, 6. Na atração, que leva o nome “Podcast Zero Quatro”, Renan receberá artistas para entrevistas transmitidas online. 

Segundo o diretor-geral da rádio, Pedro Henrique dos Santos, o programa terá roupagem de entretenimento e uma pauta leve, “sem qualquer abordagem política ou ideológica”. Por se tratar de uma emissora independente e com atrações terceirizadas, explica Santos, o apresentador é quem responde pelo conteúdo levado ao ar. 

Ao Estadão, Santos reforçou que sua emissora não tem ligação com o governo Bolsonaro. “Se me perguntassem se o filho do (ex-presidente) Lula poderia fazer um programa com a gente, minha resposta seria: ‘claro’”, afirmou o diretor da rádio. 

Jair Renan teve contato com a emissora após participar de um podcast no dia 4 de novembro de 2021. Na ocasião, Pedro Henrique o abordou para convidá-lo a comandar um programa próprio. O filho do presidente se descreve como “influenciador digital” nas redes sociais e já lançou mão de outras tentativas de fortalecer sua presença na mídia, como quando criou um canal no Youtube. O projeto, entretanto, não foi para frente. 

Renan é alvo de um inquérito da Polícia Federal que apura possível crime de tráfico de influência. Em março deste ano, o Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento preliminar para apurar suposto envolvimento do filho do presidente em um esquema de lavagem de dinheiro com um grupo empresarial do setor de mineração.

Tudo o que sabemos sobre:
Jair Renan Bolsonaro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.