Jader vê campanha contra ele

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), iniciou seu pronunciamento no Senado denunciando uma campanha organizada contra ele no Congresso. Sem citar nomes, Jader Barbalho insinua que o senador Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) estaria por trás das denúncias. Barbalho fez um relato da sua vida pública, desde quando ingressou no PMDB até os últimos seis anos em que esteve à frente da liderança do partido no Senado.Segundo o senador, há mais de um ano ele vem se envolvendo num debate público. Barbalho disse que foi forçado a se candidatar à Presidência do Senado, mas ressaltou ter sido eleito - na disputa com outros dois candidatos - por maioria absoluta.Barbalho destacou que existe hoje um "clima passional", que estaria alcançando "os limites da racionalidade". Disse ainda ter sido aconselhado durante a campanha, por "um político experiente" - cujo nome não quis citar - a não concorrer, porque iria "pagar um preço muito alto pelo enfrentamento". "Aceitei o desafio, apesar de toda a campanha que estava acontecendo. Poucos homens públicos tiveram suas vidas devassadas quanto eu na campanha para o Senado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.