Jader vai processar coletora de impostos

O presidente do Senado, Jader Barbalho, decidiu processar criminalmente a chefe da Fazenda estadual em Paraíso do Tocantins, Eliana Pereira. Em entrevista à imprensa, a coletora de impostos de Tocantins revelou que o comerciante Romildo Onofre Soares, acusado de ser um dos fraudadores da Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), afirmou ter destinado 10% dos projetos aprovados pelo órgão para Jader Barbalho. O presidente do Senado nomeou o advogado Luiz Esteves Santos Assunção como seu procurador para interpelar Eliana Pereira sob acusação de crime contra a honra praticado por meio da imprensa. Segundo a coletora de impostos, Romildo admitiu que 10% do valor dos projetos iam para Jader durante encontro com Romildo, outros dois empresários locais e um advogado de Paraíso de Tocantins, cidade que fica a 70 quilômetros de Palmas, capital do Estado. Eliana denunciou o fato ao corregedor da Secretaria Estadual de Fazenda, Rodrigo Aranha Lamcombe, em junho de 1999.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.