Jader suspende licença e reassume presidência do Senado

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) anunciou interrompeu a licença de 60 dias e reassume hoje a presidência do Senado. Jader esteve reunido com o presidente em exercício do Senado, Edison Lobão (PFL-MA), e está reunido neste momento com a cúpula do PMDB - o presidente do partido, Michel Temer (SP), e os líderes na Câmara, Geddel Vieira Lima (BA) e no Senado, Renan Calheiros (AL). A decisão de interromper sua licença e reassumir a Presidência do Senado foi uma decisão pessoal de Jader que contou com o apoio do PMDB.A cúpula do partido estava preocupada com a movimentação do PFL no sentido de ocupar os espaços do PMDB no Senado. O partido considerou uma afronta a deliberação da Executiva Nacional do PFL hoje de não aceitar o retorno de Jader e considerá-lo culpado de todas as acusações que estão sendo feitas sem que nem sequer a admissibilidade das denúncias tenha sido julgada no Conselho de Ética. Jader considerou uma intromissão partidária do PFL e não aceita ser destituído da presidência pelo PFL sem que tenha havido um processo. Jader Barbalho distribuiu cópia da carta que entregou a Lobão, comunicando que está reassumindo a presidência do Senado. "Comunico a Vossa Excelência que acabo de reassumir a presidência do Senado Federal, interrompendo licença por mim estabelecida em 20 de junho último".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.