Jader promete apresentar relatório do BC

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), prometeu hoje colocar à disposição dos senadores o relatório do Banco Central referente às investigações sobre um suposto uso pessoal de recursos do Banco do Estado do Pará (Banpará) que teria sido feito por ele, Jader, quando governador do Estado. O senador disse que liberará o documento assim que recebê-lo do Banco Central e analisá-lo. "O que não posso é me defender de um documento que não conheço", reclamou o senador, dizendo que jamais foi informado das acusações.O senador disse que não enviará cópia ao procurador-Geral da República, Geraldo Brindeiro, pois a procuradoria já está autorizada a obter uma cópia diretamente ao Banco Central. O senador pediu ao Banco Central apenas que envie também uma cópia do relatório à procuradoria do Pará. "Entendo que, se o assunto diz respeito, em tese, ao Pará, à autoridade competente é o Ministério Público do Estado do Pará", afirmou Barbalho. O presidente do Senado confirmou para quinta-feira a realização da audiência pública da Comissão de Fiscalização e Controle na qual será ouvido o procurador da República no Distrito Federal Luiz Francisco de Souza sobre a gravação da conversa que três procuradores da República, entre eles o próprio Souza, mantiveram com o ex-presidente do Senado Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA), em meados de fevereiro.A conversa ocorreu na véspera do primeiro discurso com críticas ao governo, feito por Magalhães da tribuna do Senado no início da atual sessão legislativa. Jader Barbalho confirmou que, também na quinta-feira, vai receber do foneticista Ricardo Molina, da Universidade de Campinas (Unicamp), a transcrição da fita a ele entregue por Luiz Francisco de Souza.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.