Jader formaliza hoje renúncia à presidência do Senado

O senador Jader Barbalho (PMDB-PA) formaliza hoje, em discurso na tribuna, sua renúncia ao cargo de presidente do Senado. O comando da Casa será ocupado interinamente pelo senador Edison Lobão (PFL-MA), que convocará ainda esta semana a eleição para a escolha do substituto de Barbalho. A sucessão de Barbalho abriu uma disputa dentro do PMDB, com o lançamento dos nomes dos senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), líder peemedebista no Senado, José Alencar (PMDB-MG) e José Fogaça (PMDB-RS). A indicação de Renan pela cúpula do PMDB provocou reação dentro e fora do partido. A resistência maior ao nome do líder do PMDB partiu de setores do PFL e do PSDB. Renan assumiu a linha de frente da defesa de Jader e, na avaliação de pefelistas, poderia repetir esse comportamento num eventual julgamento do senador paraense.Mesmo conseguindo superar os obstáculos iniciais, Renan chegaria enfraquecido politicamente ao cargo de presidente do Senado. Depois do pronunciamento de Jader, que deverá fazer um discurso ameno para não dificultar mais a candidatura de Renan, todos as bancadas partidárias vão se reunir para tentar definir a sucessão no Senado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.