Jader em nova denúncia: extorsão de US$ 5 milhões

O presidente licenciado do Senado,Jader Barbalho, terá de defender-se de mais uma denúncia noperíodo de 60 dias que pretende permanecer afastado doCongresso.Uma nova fita descoberta pela revista IstoÉcomprovaria a participação do senador peemedebista na cobrançade propina de US$ 5 milhões para a liberação de um financiamentoda extinta Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia(Sudam), em 1998.De acordo com a reportagem, o deputadoestadual Mário Frota (PDT-AM) teria cobrado a quantia doempresário David Benayon.Na fita obtida pela IstoÉ, Frota, que na época era ocoordenador do escritório da Sudam em Manaus, teria informado oempresário de que Jader não abria mão de receber os US$ 5 milhõespara liberar o empréstimo pedido.Os recursos pleiteados peloempresário - US$ 40 milhões - seriam destinados à empresa deBenayon, a Mazonbec, que os aplicaria na produção de artigos deborracha.Jader e Frota conviveram por sete anos - entre 1975 e1982 - na Câmara dos Deputados.LoucuraEm Belém, Jader admitiu conhecer o deputado pedetista.Negou, entretanto, ter qualquer tipo de relação com a novadenúncia. "Isso é uma loucura", afirmou o presidentelicenciado do Senado.Procurados pela reportagem em Manaus, Frota eo empresário David Benayon não foram localizados nesta sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.