Jader diz que Integração é da "cota do PMDB"

O presidente do Senado e do PMDB, Jader Barbalho (PA), disse que o pedido de demissão do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, "é uma decisão pessoal", e que não houve pedido do partido para que Bezerra deixasse o cargo e nem que deixasse o partido. Na avaliação de Barbalho, o Ministério da Integração Nacional continua na cota do PMDB, mas a questão será decidida pelo presidente Fernando Henrique Cardoso. Segundo o presidente do PMDB, a saída de Bezerra do ministério é um episódio isolado e nada tem a ver com a saída dele do PMDB. Jader estava reunido em sua residência com o líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), no momento em que Bezerra anunciou sua saída, em entrevista coletiva.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.