Jader diz que cumprirá o mandato até o final

O presidente do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA), afastou, na tarde desta segunda-feira, qualquer possibilidade de vir a renunciar ao mandato, assegurando que não seguirá o exemplo dos ex-senadores Antonio Carlos Magalhães (PFL-BA) e José Roberto Arruda (ex-PSDB-DF). "Minha disposição é cumprir meu mandato até o final", afirmou o senador, ao chegar ao Congresso. Barbalho voltou a se dizer vítima de uma campanha feita contra ele pela imprensa. Segundo ele, esta campanha só vai acabar "quando as viúvas do senador Antonio Carlos Magalhães" (que ele não quis identificar) se conformarem (com a saída do ex-senador). "Quando o senador Antonio Carlos foi ameaçado de se afastar do Senado, eu fui avisado de que eu teria que sair também, se ele fosse afastado. Estou pagando o preço da viuvez", afirmou Barbalho, sem contudo citar nomes. "Todos esses escândalos, essas mentiras que estão sendo divulgadas, eu quero dizer a vocês que eu não tenho nada a dizer. Quem quer divulgar mentiras não precisa de mim. Pode ficar à vontade, que quando tiver algo concreto que não seja requentar a mentira, estou disposto a conversar com vocês", disse ele em tom de ironia, voltado para os jornalistas que o esperavam. O senador insistiu em que a campanha não prova nada contra ele. "Podem publicar o que quiserem, podem fazer a campanha! A opinião pública já deve estar percebendo que só café requentado não prova nada contra mim", reforçou. Questionado se era a bola da vez, ele disse: "Claro! Querem que eu seja a bola da vez." Mas completou: "Nós estamos num regime democrático, e as viúvas do senador Antonio Carlos vão ter muito trabalho, vão ter que provar alguma coisa contra mim, mas não conseguem provar nada." Ele disse também que não precisa de partido para se defender. "A minha defesa é a verdade", afirmou, dizendo desejar que "tudo seja esclarecido o mais rapidamente possível e que a mentira seja desmoralizada o mais rapidamente possível."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.