Jader deve depor na próxima semana, diz Tuma

Licenciado há 19 dias da presidência do Senado, Jader Barbalho (PMDB-PA) só vai comparecer ao Congresso no dia do depoimento à Comissão do Conselho de Ética, que está investigando seu suposto envolvimento em denúncias de corrupção. A data de seu depoimento não está marcada, mas poderá acontecer na próxima semana, conforme previsão do senador Romeu Tuma (PFL-SP). A idéia de Jader, segundo ele próprio comunicou ao líder do PMDB, Renan Calheiros (AL), é ficar ausente do Senado nesta fase de diligências e investigações.O relatório da Comissão, que deverá estar pronto nos próximos 20 dias, é considerado pelos partidários do PMDB como fundamental para definir o destino de Jader, já que apontará ou não sua responsabilidade nas denúncias de prática de corrupção. "Só o resultado da Comissão já ajudará a esclarecer os fatos. Se houver prova contra Jader, não teremos como mudar a realidade", avaliou Renan Calheiros. O líder disse que o PMDB deseja que tudo seja esclarecido o mais rapidamente possível. "Tudo indica que precisamos ter bom senso e prudência para aguardar o resultado da Comissão do Conselho de Ética", disse o líder.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.