Jader adia sessões em que seria lido requerimento para CPI

O presidente do Congresso, Jader Barbalho (PMDB-PA), anunciou hoje, ao final da sessão plenária do Senado, que determinou o adiamento das duas sessões do Congresso que estavam previstas para amanhã - uma às 11 horas e outra às 19 horas -, nas quais seria lido o requerimento pedindo a criaçãoda CPI da corrupção. As duas sessões foram adiadas para a próxima quarta-feira, nos mesmos horários. Os líderes da oposição avaliavam hoje, no início da tarde, que a leitura do requerimento para a instalação da CPI da corrupção durante a sessão do Congresso é o prazo máximo para a inclusão ou retirada de nomes do requerimento. Segundo o deputado José Roberto Batochio (PDT-SP), no momento em que for feita a leitura em sessão do Congresso, as assinaturas obtidas até aquele momento serão mantidas. O líder do PC do B, Inácio Arruda (CE) informou, ao final da reunião para o balanço da coleta de assinaturas, que o número de adesões à CPI chegaria a 200 deputados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.