Jader abre sessão com discurso conciliador

O presidente do Congresso Nacional, senador Jader Barbalho (PMDB-PA), abriu os trabalhos da sessão legislativa ordinária deste ano com um discurso conciliador, no qual rememora a história do Parlamento e sua importância na construção do Brasil, e assume o compromisso de dar seqüência às reformas ainda pendentes como a política, a tributária e a do Poder Judiciário. O presidente do Congresso observa, em seu discurso, que o Poder Legislativo não se confunde com os demais poderes porque compete a ele representar e dar voz às múltiplas faces que compõem a sociedade: "Posições doutrinárias, crenças filosóficas, aspirações e caminhos políticos distintos aqui se aproximam e, na respeitosa convivência de contrários, compartilham a responsabilidade de ajudar a governar o País?. Ainda num tom conciliador, Jader Barbalho considera que, por definição, o Parlamento é o lugar privilegiado do debate e da discussão, mas igualmente o cenário da negociação e do permanente diálogo. "Exatamente por assim ser, permite que posições antagônicas - por mais profundas que sejam - possam conviver sem maiores traumas porque sua regra básica de convivência consiste no respeito e na fraterna cordialidade". O presidente do Congresso ressalta ainda que o respeito ao Poder Judiciário é imprescindível, e a ele devem ser dadas as condições indispensáveis ao bom desempenho de suas funções.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.