Izar quer definir processos de deputados não reeleitos

O presidente do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara, deputado Ricardo Izar (PTB-SP) pretende se encontrar nesta quarta-feira com relatores para discutir o encaminhamento de alguns processos abertos no colegiado.Atualmente, tramitam no Conselho de Ética processos contra 67 deputados acusados de envolvimento no esquema de compra irregular de ambulâncias com recursos do Orçamento. Izar considerou importante o depoimento de Luiz Antônio Vedoin, um dos sócios da Planan, empresa acusada de comandar o esquema das ambulâncias. ?Ele provou que havia pagamento de propinas e também a existência de injustiças?, afirmou.Segundo ele, Vedoin inocentou quatro deputados do esquema: Wellington Fagundes (PL-MT), Wellinton Roberto (PL-PB), Pedro Henri (PP-MT) e Laura Carneiro (PFL-RJ). Desses, apenas a última não se reelegeu. Izar disse que pretende conversar com os relatores sobre a possibilidade de arquivamento ou continuidade dos processos contra esses quatro deputados.Os processo que não forem concluídos até o final do ano contra os parlamentares que não se reelegeram deverão ser encaminhados ao Ministério Público, afirmou Izar. Dos 67 parlamentares acusados, apenas cinco se reelegeram.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.