Itamaraty não confirma veto de Cuba a deputados brasileiros

Segundo 'O Globo', embaixada não teria liberado vistos a grupo da Câmara que visitaria atletas desertores

Solange Spigliatti, do estadao.com.br

20 de outubro de 2007 | 16h54

A assessoria do Ministério das Relações Exteriores informou que ainda não há informações sobre a possível decisão do governo cubano de negar o visto de entrada para alguns deputados brasileiros, que pretendem ir a Cuba para se encontrar com os boxeadores Guillermo Rigondeaux e Erislandy Lara.  Veja Também:Desertores Rigondeaux e Erislandy Lara não devem mais lutar Ao depor, Tarso defende ação da PF na extradição de cubanos   Os boxeadores cubanos desertaram de sua delegação durante a realização dos Jogos Pan-Americanos,no Rio de Janeiros e deportados pelo governo brasileiro em agosto.  De acordo com a assessoria, a informação de que a Embaixada de Cuba, em Brasília, não daria os vistos foi cogitada pelo jornal O Globo, mas ainda não foi confirmada pelo Itamaraty. Segundo a assessoria, nem mesmo os pedidos de vistos para os deputados foram formalizados.  O Itamaraty somente terá alguma informação na segunda-feira, 22.

Tudo o que sabemos sobre:
Desertorescubanos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.