Itamaraty investiga desvio de dinheiro em embaixada no Zimbábue

O Ministério das Relações Exteriores está investigando o desvio de cerca de US$ 300 mil enviados para a Embaixada do Brasil, em Harare, capital do Zimbábue, nos últimos anos.

Solange Spigliatti, Central de Informações

05 de março de 2011 | 10h17

Segundo o Ministério, o escritório financeiro do Itamaraty, localizado em Nova York, junto com a Secretaria de Estado, em Brasília, estão investigando supostas irregularidades na prestação de contas da embaixada.

De acordo com o Itamaraty, o embaixador Raul de Taunay, responsável pela representação diplomática no país desde 2007, foi removido para Brasília na semana passada, pois ele já teria cumprido seu prazo de permanência no país.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.