Itamar volta a defender candidatura do PMDB e critica Renan

O ex-presidente da República e atual presidenciável do PMDB, Itamar Franco (MG), voltou nesta segunda-feira a defender a candidatura própria do partido e fez duras críticas ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), um ferrenho opositor à tese de que a legenda tenha candidato nas eleições de 2006. "É incrível que o presidente do Congresso Nacional, que é uma figura ilustre no PMDB, mas não tem história no partido, continue à viva-voz contra a candidatura. Ele devia respeitar. Se ele é contra, que saia então do partido e levante sua voz como quiser", disparou Itamar, após participar de um almoço, no Palácio dos Bandeirantes, com a presença do governador de São Paulo, Claudio Lembo (PFL) e do ex-governador do Estado Orestes Quércia (PMDB), no qual foi discutido, entre outros temas, o cenário eleitoral deste ano.Para Itamar, mesmo com a greve de fome do ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho (PMDB), que enfraqueceu a candidatura própria, a legenda ainda pode ser capaz de lançar seu candidato. "Acho que só os derrotistas do PMDB é que não querem a candidatura própria", afirmou.Itamar não quis, no entanto, discutir a possibilidade de uma composição com outros partidos, como PSDB e PFL, ou mesmo com o PT. "Enquanto não definirmos, se terá ou não candidatura, não devemos criar hipóteses", finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.