Itamar recua e aceita embaixada do Brasil na Itália

O ministro-chefe da Casa Civil, José Dirceu, informou que o ex-presidente Itamar Franco decidiu assumir, no próximo mês, a Embaixada do Brasil na Itália. Durante almoço no Palácio do Planalto, com Dirceu e o secretário-geral da Presidência, Luiz Dulci, Itamar voltou a reclamar do Senado, que aprovou sua indicação para embaixada por uma apertada diferença de votos. Na votação, 29 senadores votaram a favor e 25 contra a indicação do ex-presidente. Dois senadores não votaram. "As razões do ex-presidente Itamar Franco (em reclamar) são reais", disse Dirceu. "Ele foi senador 16 anos, presidente da República e governador; o que ele registra, e nós concordamos, é que houve na verdade uma votação política, que não é comum no Senado."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.