Itamar reclama da interferência de Genoino em Juiz de Fora

O ex-presidente e atual embaixador do Brasil em Roma, Itamar Franco, voltou a reclamar da "interferência" do presidente do PT, José Genoino, no segundo turno das eleições, em Juiz de Fora (MG). Genoino esteve na cidade de Itamar para apoiar o candidato do PTB, Alberto Bejani, que disputa a prefeitura com Custódio Melo, líder do PSDB na Câmara e candidato do ex-presidente. A declaração de Itamar foi feita em entrevista, ao lado do ministro José Dirceu, na portaria oficial da Granja do Torto, após almoço com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Se tiver novamente interferência do presidente do PT, eu vou continuar combatendo porque não acho correto", afirmou. "O presidente Lula e o ministro Dirceu não interferiram. Quem interferiu foi o presidente do PT. Eu não gostei", disse. De forma mineira, Itamar cobrou de Lula o fato de tê-lo apoiado na disputa para a Presidência, relembrando, inclusive, de ter participado de um comício debaixo de chuva em São Bernardo do Campo. O ex-presidente disse que no almoço com o presidente Lula não comentou sobre a política de juros mas voltou a repetir uma frase que usou durante todo seu governo. "Há uma caixa preta no BC. Eu não mudei de opinião. É preciso ter muito cuidado com a política de juros".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.