Itamar prevê que De la Rúa não terminará mandato

O governador de Minas Gerais, Itamar Franco (PMDB), previu nesta terça-feira que o presidente da Argentina, Fernando de la Rúa, não conseguirá cumprir o mandato por conta da grave crise política e econômica que atinge o país vizinho. "Não sei se De La Rúa chegará ao fim do mandato. Ele é um homem sério, mas entregou o governo ao ministro da Economia, Domingos Cavallo", disse o governador, para fazer um paralelo entre o período em que assumiu a Presidência da República - quando deu o cargo mais importante do governo ao atual presidente, Fernando Henrique Cardoso - e do atual presidente argentino."Se De La Rúa me pedir um conselho, vou dizer: tome cuidado", ironizou o governador mineiro. Ele disse que, no caso dele, manteve Fernando Henrique no cargo de ministro da Fazenda. "Dei poder a um homem ingrato, que não é amigo de ninguém, que é egocêntrico", ressaltou, para desfiar um rosário de críticas ao governo Fernando Henrique.Na avaliação dele, o presidente "desvirtuou o Plano Real", afirmando também que Fernando Henrique não participou da finalização do plano de estabilização econômica."O grande sacerdote do Real foi o ex-ministro Rubens Ricúpero", observou o governo. "O Plano Real previa tanto a ordem tributária quanto a fiscal, e Fernando Henrique enveredou para reeleição e a este processo de entrega do Brasil aos estrangeiros", criticou.Ele atacou: "O presidente esconde-se na sombra do Malan", referindo-se ao ministro da Fazenda, Pedro Malan. Para Itamar, não adianta só a estabilidade. "É preciso outros complementos, como a mudança do atual modelo, ditado pelo mercado", continuou, para observar, no entanto, não ter nada pessoal contra Fernando Henrique.Apesar das críticas diretas a Fernando Henrique, o governador disse não ter nada contra o ministro da Fazenda, responsável pela política econômica.Com ironia, afirmou que Malan seria "um grande" candidato a presidente. "É um homem inteligente e representa tudo que está aí. O presidente Fernando Henrique esconde-se na sombra dele", afirmou, para destacar que Malan é mais inteligente do que o presidente.Indagado se sente saudades do Palácio do Planalto, brincou: "Só tenho saudades da prefeitura de Juiz de Fora (MG) e do Senado Federal."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.