Itamar,Garotinho e peemedebistas discutem candidatura

Os dois pré-candidatos do PMDB à Presidência da República, Itamar Franco e Anthony Garotinho, e presidentes de diretórios estaduais e candidatos do partido a governador nas eleições de outubro, se reúnem nesta tarde.O presidente nacional do partido, deputado Michel Temer (SP), disse que há uma movimentação das várias alas do PMDB para votar, ainda hoje, a proposta de uma pré-convenção para definir se haverá ou não candidato próprio ao Palácio do Planalto. Há duas semanas, a ala governista tentou aprovar uma pré-convenção para derrubar, de vez, a tese da candidatura própria, mas não teve votos na executiva nacional para isso."A esta altura, no entanto, acho que todo mundo começa a querer a pré-convenção, e o sentimento em favor do candidato próprio é tão forte que deve ser aprovada", afirmou Temer, para quem o ingresso de Itamar Franco na corrida sucessória "ajuda muito a tese da candidatura própria".O lançamento de um candidato peemedebista encontra resistências em vários Estados, como Pernambuco e Santa Catarina. O ex-governador Jarbas Vasconcelos (PE), presente à reunião, observou, porém, que, para que Itamar consiga fazer prosperar sua candidatura, ele não poderá deixar de montar um palanque para ele em Pernambuco."O Itamar é um nome que tem muito mais condições de unir o partido que o Garotinho. Eu não tenho como deixar de acolhê-lo no meu Estado", afirmou Jarbas.Já o ex-governador de Minas Gerais Newton Cardoso sustenta que a candidatura Itamar encontra resistências até em Minas Gerais. "Eu acho que a candidatura própria será provada hoje nesta reunião, mas Minas Gerais vai ficar com Garotinho, porque o Itamar entrou na disputa pelas mãos do Palácio do Planalto", afirmou.Na tentativa de pacificar os ânimos e evitar que a briga entre os dois candidatos comece hoje, Michel Temer apelou aos partidários de Garotinho e Itamar que evitem a discussão de nomes e se atenham à tese da candidatura própria à Presidência."Estou sendo policiado, e meu discurso foi censurado aqui, hoje. Mas eu falarei em Minas", resumiu Newton Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.