Itamar em Brasília, articulando para ser presidente do PMDB

O governador de Minas Gerais, Itamar Franco, chegou hoje em Brasília, onde permanecerá dois dias para articular a sua candidatura à presidência do PMDB. Ele afirmou ao chegar que seu partido está numa encruzilhada para decidir que direção tomar. "Se for comigo, ele (o PMDB) terá outro rumo, diferente do que está (trilhando) atualmente", disse. Itamar defendeu que o PMDB da base governista desligue-se do governo. Para o governador, essa decisão já deveria ter sido tomada há muito tempo. Quanto às articulações da ala governista do partido para lançar o nome do eputado Michel Temer (SP) como candidato a presidente, ele as considerou positivas. "Quanto mais candidatos houver, melhor". Sobre o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), Itamar não quis se manifestar, declarando que esse é um assunto que cabe ao Senado decidir. Em relação às declarações do presidente Fernando Henrique Cardoso de que faria seu sucessor em 2002, o governo mineiro foi irônico: "O Brasil está cheio de cabotinos".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.