Itamar critica PSDB por lançamento de livro sobre a Inconfidência

O governador de Minas Gerais, Itamar Franco (sem partido), criticou nesta quarta-feira o PSDB pelo lançamento de um livro da Fundação Teotônio Vilela, ligada ao partido, sobre o período colonial brasileiro, no qual o alferes Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, seria tratado de forma depreciativa. "O que essas pessoas pretendem?", perguntou Itamar, em discurso, pela manhã, referindo-se aos tucanos.Itamar também disse que o estudo, do historiador Marco Antônio Vila, faz uma interpretação "desprimorosa" da Inconfiência Mineira, "em favor da inconfidência baiana", também no século 18. Segundo ele, várias pessoas lhe teriam pedido a intervenção do governo estadual para que o livro fosse recolhido em Minas Gerais. Embora quisesse atender ao pedido, Itamar lembrou a existência de "dispositivos constitucionais" que o impedem de "censurar, apreender ou impedir a divulgação do documento".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.