Itamar autoriza reinício das obras da Fernão Dias

O governador Itamar Franco (PMDB) autorizou hoje o reinício das obras da rodovia Fernão Dias, que estavam paralisadas desde dezembro de 1999, em função da moratória decretada pelo governo mineiro e pelo encerramento dos contratos de duplicação da rodovia no mês de dezembro daquele ano. A duplicação da rodovia já atravessa três governos de Estado em Minas, uma vez que o primeiro processo de duplicação foi realizado pelo Governo Newton Cardoso (PMDB), em 1993, mas o inicio efetivo das obras foi feito pelo Governo Eduardo Azeredo (PSDB) e a duplicação deverá ser concluída por Itamar. Desde que foi iniciada, a duplicação abrange 217 quilômetros da rodovia em Minas, entre Belo Horizonte e o entroncamento de Nepomuceno, que demandaram investimentos da ordem de R$ 242 milhões. Hoje, o governador autorizou a duplicação do trecho da rodovia entre o entroncamento de Nepomuceno e o município de Extrema, na divisa de Minas com São Paulo, um total de 256,2 quilômetros e que vai exigir investimentos de mais R$ 300 milhões ou o equivalente a US$ 180 milhões. O trecho foi dividido em três lotes, que serão realizados pelos Consórcios Queiroz Galvão/Tercam, Carioca/Serveng e Construtora Barbosa Mello/ARG, no prazo de 300 dias, a contar da próxima semana. A conclusão da duplicação das rodovias não dependerá de contrapartidas dos governos federal e estadual, uma vez que os recursos foram obtidos pela União junto a dois organismos internacionais, o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Japan Bank for International Cooperation (JBIC), ex-Eximbank.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.