Itamar acha difícil Lula não ter sabido do mensalão

Pré-candidato do PMDB ao Palácio do Planalto, Itamar Franco, afirmou nesta quinta-feira que acha "difícil" o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não ter tomado conhecimento do esquema de mensalão montado pelo PT e que foi denunciado pela CPI dos Correios e pelo Ministério Público. "Mas ele insiste em dizer que não sabia de nada". disse o ex-presidente. "Cada presidente tem sua personalidade", afirmou. Itamar esquivou-se ao ser perguntado se as denúncias contra o PT podem comprometer a reeleição de Lula. "O povo é quem vai dizer", enfatizou, destacando que até agora nenhum dos postulantes ao Planalto "tocou na alma" dos eleitores. Ele manifestou sua frustração com a política econômica adotada por Lula, mas também não apresentou uma proposta alternativa, afirmando que ainda não está pronta. Segundo Itamar, tanto Lula quanto o pré-candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, ficam comparando o passado com o presente. "Os dois estão perdendo a visão do futuro e a sociedade é altamente reivindicativa", criticou.Ato falhoMas o principal alvo dos ataques de Itamar Franco está localizado dentro do próprio PMDB: o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Na quarta-feira, o senador condenou a tese da candidatura própria durante reunião dos dois pré-candidatos - Itamar e Anthony Garotinho - com os presidentes dos diretórios estaduais."Fiquei envergonhado e pasmo com a fala dele. Isso é muito triste e faz a gente refletir: Será que este vírus está atacando todo mundo no PMDB"? perguntou. Mesmo considerando-se "abalado e entristecido" com Renan, o ex-presidente disse que sua pré-candidatura está mantida, mas ressalvou que vai conversar com suas bases. "Renan não tem argumento sincero", observou. Ao mesmo tempo em que insistiu na disputa ao Planalto, Itamar cometeu um ato falho quando um jornalista quis saber se apoiaria a candidatura do ex-deputado Zaire Rezende para o Senado em Minas. "Já estão querendo ocupar minha vaga ao Senado?", reagiu, provocando risos até de seus Assessores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.