Beto Barata/AE
Beto Barata/AE

Itália recorrerá a Haia contra liberdade para Battisti

STF determinou na quarta-feira a imediata soltura do ex-ativista italiano, negando sua extradição

Agência Estado

09 de junho de 2011 | 03h38

O governo da Itália anunciou, na madrugada desta quinta-feira, que entrará com recurso na Corte de Justiça de Haia, na Holanda, para tentar reverter a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que na noite de quarta-feira, 9, determinou a imediata soltura do ex-ativista italiano Cesare Battisti, negando sua extradição.  

 

  

Veja também:

link Para filho de vítima, libertação foi 'soco no estômago'

link Presidente italiano condena decisão do STF

som 'Estadão ESPN': OAB alerta para possíveis retaliações

blog Arquivo: Biggs, Caciolla, Polanksi... Relembre extradições polêmicas

 

Battisti deixou o presídio da Papuda, em Brasília, no início da madrugada. O primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, expressou "desgosto" diante do veredicto. Para a ministra da Juventude da Itália, Giorgia Meloni, a negativa de extradição é a "enésima humilhação" às vítimas do terrorismo.    

 

Por 6 votos a 3, o STF considerou que a decisão do então presidente Lula de negar a extradição de Battisti ao governo italiano foi um ato soberano e não podia sequer ser analisado pelo tribunal - que havia autorizado, antes, a extradição.

 

O ex-ativista esteve preso no Brasil desde março de 2007 a pedido da Itália, cuja Justiça o condenou à prisão perpétua por quatro homicídios. O governo italiano contestava no STF a decisão do ex-presidente. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliarecorreráHaiacasoBattisti

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.