Itália não pretende recorrer ao programa do BCE de compra de títulos

O ministro da Economia da Itália, Vittorio Grilli, disse neste sábado que o país não tem intenção de pedir ajuda do Banco Central Europeu por meio do programa de compra de títulos.

Reuters

08 de setembro de 2012 | 15h32

"Não temos intenção de recorrer a este tipo de programa", afirmou Grilli nos bastidores de um evento de negócios.

Essa declaração soou mais categórica do que os recentes comentários do primeiro-ministro Mario Monti, que acha muito cedo para dizer se a Itália vai ou não pedir ajuda.

O presidente do BCE, Mario Draghi, revelou na quinta-feira planos para compras potencialmente ilimitadas de títulos com vencimentos de até três anos emitidos por países que solicitarem ajuda europeia e cumprirem rigorosas condições de política interna.

(Reportagem de Luca Trogni)

Tudo o que sabemos sobre:
GERALITALIABCE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.