Irritado, recorrerá ao Supremo para voltar à relatoria

Muito irritado depois de destituído, o deputado Sérgio Moraes (PTB-RS) vai recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF) para voltar à relatoria do processo contra o ex-corregedor Edmar Moreira (sem partido-MG). "Meu mandado de segurança está pronto desde segunda-feira", disse. Moraes cobrou do presidente do Conselho de Ética, José Carlos Araújo (PR-BA), o embasamento legal para a substituição. Araújo reagiu com dois artigo do Código de Ética e Decoro Parlamentar e um parecer da consultoria legislativa da Câmara que cita a necessidade de "relatores equidistantes e imparciais".Dificilmente o STF vai atender ao pedido de Moraes. Há uma tradição de considerar que assuntos desse tipo, que interessam apenas a um deputado, são internos do Legislativo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.