Irmão de Genoino é pressionado sobre candidatura ao Senado

Líder do PT na Câmara, José Guimarães (CE) foi cobrado por diversos prefeitos do Ceará sobre a possibilidade disputar a vaga em 2014

ERICH DECAT, Agência Estado

12 Dezembro 2013 | 16h01

Brasília - Em reunião realizada nesta quinta-feira, 12, na Câmara dos Deputados, o líder do PT e irmão de José Genoino, José Guimarães (CE), foi cobrado por diversos prefeitos do Ceará sobre um posicionamento a respeito da candidatura ao Senado no próximo ano.

O prolongamento de uma indefinição, para alguns dos presentes, atrapalha as articulações e possíveis alianças no Estado. A confirmação da candidatura de Guimarães ao Senado ainda depende, no entanto, do um desfecho das conversas com o governador do Ceará, Cid Gomes (PROS), e o líder do PMDB no Senado, Eunício Oliveira, que por sua vez quer disputar o comando do Estado em 2014.

"Estamos iniciando o debate, vários prefeitos vieram fazer um apelo mas o PT tem um calendário que é até março para lançar suas candidaturas. Vamos ouvir todo mundo", afirmou Guimarães após o encontro com os prefeitos realizado em um das salas das comissões.

"Acho que até o final de janeiro temos algo consolidado. Os aliados ainda não decidiram quem será o candidato a governador e o Cid me disse que isso vai ser tratado com a presidente Dilma", acrescentou. Cid Gomes deixou o PSB logo após o presidente da sigla, Eduardo Campos, deixar o governo federal e anunciar sua pretensão de concorrer à Presidência em 2014

José Guimarães foi alçado a vice-presidente nacional do PT em encontro realizado nessa quarta em Brasília pela Executiva do partido. A posse deve ser efetivada na noite desta quinta, no 5º Congresso Nacional do PT.

Mais conteúdo sobre:
José Guimarães candidatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.