Iris Resende é o presidente da Comissão Mista de Segurança

O senador Iris Resende (PMDB-GO) foi indicado nesta terça-feira à tarde pelo líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), para presidir a Comissão Mista de Segurança, integrada por 19 deputados e 19 senadores e incumbida de, no prazo de 60 dias, apresentar sugestões para o combate à violência.Resende defendeu o projeto em tramitação no Senado que proíbe o uso e a venda de armas, mas se disse contrário a outra proposta em discussão, de impor o desarmamento dos chefes de família. "É necessário proibir o uso e a aquisição, mas sem obrigar o chefe de família a entregar as armas, pois nem o Poder Público conseguiu desarmar o bandido", afirmou.Ele defendeu, também, a realização de um plebiscito para discutir a questão da proibição ou não da posse de armas. O senador disse, também, que é preciso ter cautela quanto à proposta de unificação das Polícias Civil e Militar e defendeu o aprimoramento das polícias. Íris Resende foi ministro da Justiça no primeiro governo do presidente Fernando Henrique Cardoso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.