Investigação não influencia agenda política, diz PGR

Manifesto é assinado por grupo de trabalho da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República

Breno Pires, O Estado de S.Paulo

14 Dezembro 2016 | 07h41

Após o presidente Michel Temer cobrar celeridade nas investigações da Lava Jato, a Procuradoria-Geral da República divulgou nota em que afirma que "o desenvolvimento das investigações obedece a tempo próprio, independente da agenda política do País".

"Nenhuma investigação tem como objetivo interferir ou influenciar a agenda política do País. O Ministério Público Federal somente exerce sua função de apurar indícios de crimes citados por colaboradores, com responsabilidade e profissionalismo."

O texto, em nome Grupo de Trabalho da Lava Jato na Procuradoria-Geral da República, foi divulgado como um esclarecimento sobre a coluna da jornalista Mônica Bergamo, publicada nesta terça-feira na Folha de S.Paulo, que afirmava que procuradores da Lava Jato consideram Temer o principal inimigo do MPF.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.