Investigação na P-36 terminará em 60 dias

O diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo (ANP), David Zylbersztajn, disse hoje que manterá o silêncio enquanto durar o período de investigação sobre as causas do acidente da plataforma P-36, ocorrido na Bacia de Campos no mês passado. Zylbersztajn, que participa de audiência conjunta de comissões no Congresso, disse que "a ANP é um órgão investigador e não palpitador". De acordo com ele, somente após dois meses é que será possível a conclusão das investigações.Ele reconheceu que o naufrágio da plataforma poderá prejudicar em parte as investigações. "Temos o compromisso de não dar palpites ou trabalhar sobre hipóteses. Espero que possamos dar uma resposta contundente e definitiva sobre este lamentável acidente", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.