Investidores contrataram avaliação, diz Austin

A agência de classificação de risco Austin Rating reagiu ontem à afirmação do governador José Serra (PSDB) de que estaria "preocupada com especuladores internacionais".Serra ficou irritado com a empresa por causa do anúncio de que a nota de crédito do governo do Estado será rebaixada se o Congresso aprovar mudanças nas regras de pagamentos de precatórios. O mesmo acontecerá com o "rating" da Prefeitura de São Paulo. Segundo a agência, a mudança nas regras eleva a insegurança jurídica e pode afetar a capacidade de endividamento dos entes públicos."A avaliação do governo estadual e da prefeitura foi contratada por investidores interessados em saber de sua real situação econômica", afirmou Alex Agostini, economista-chefe da Austin Rating.A empresa esclareceu que, ao todo, avalia o risco de crédito de 11 governos estaduais e prefeituras. Apenas o governo paulista e a prefeitura da capital, porém, são avaliados continuamente desde 2007.Sobre a manifestação do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), que considerou "estranho" o fato de a agência se manifestar às vésperas de uma reunião na Câmara para debater a proposta de emenda constitucional sobre os precatórios, Agostini negou qualquer relação entre os fatos. "Já em 2007 nossos relatórios falavam na questão dos precatórios como problemática", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.