Inverno pode matar 100.000 crianças afegãs

A chegada do inverno ao Afeganistão poderá causar a morte de cerca de 100.000 crianças afegãs dentro de poucas semanas, alertou, nesta segunda-feira, uma organização de assistência internacional."O inverno está chegando rapidamente, e nós precisamos mover-nos o mais rápido possível para ajudar os mais vulneráveis - as crianças e as mulheres - a sobreviver em um ambiente de frio extremo", afirmou o diretor regional da UNICEF para o Oriente Médio e o Norte da África, Thomas McDermott.Um informe da UNICEF entregue nesta segunda a jornalistas estima que mais de 100.000 crianças em campos de refugiados e cidades dentro do Afeganistão podem morrer por causa do inverno e da fome, caso não seja entregue ajuda humanitária nas próximas semanas.McDermott, que está em Teerã para verificar as operações de emergência no Afeganistão com base no Irã, disse que as prioridades da organização no Afeganistão são: conduzir "um programa de imunização para prevenir epidemias, reativar os serviços sociais e levar as crianças afegãs de volta para a escola".Leia o especial

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.