Invasores queimam dois caminhões da Fazenda Coqueiros

Dois caminhões carregados de sementes e adubo foram queimados num ataque de invasores aos funcionários da Fazendo Coqueiros que estavam plantando soja, em Coqueiros do Sul, no noroeste do Rio Grande do Sul, na sexta-feira. O capataz Dario Tagliari atribuiu a ação aos sem-terra acampados numa área próxima, do lado de fora da propriedade rural. Depois de afugentar os peões e atear fogo aos veículos, os agressores saíram da fazenda.A coordenação estadual do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) negou que seus militantes tenham participado da ação. A Fazenda Coqueiros, de propriedade da família Guerra, está sob pressão do MST desde abril de 2004 e já sofreu quatro invasões com montagem de acampamento em seu território de 7 mil hectares, além de dezenas de atos rápidos de sabotagem a plantios e colheitas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.