Invasão causa prejuízo de R$ 200 mil, diz Cutrale

A invasão da Fazenda Santo Henrique, da indústria de laranja Cutrale, em Borebi, interior de São Paulo, deixou um prejuízo de R$ 200 mil, segundo levantamento divulgado nesta quinta-feira, 6 pela empresa. Foi computada a perda de 81 toneladas de laranjas estocadas e prontas para o transporte, que foram jogadas ao chão, ficando impróprias para consumo.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

06 Junho 2013 | 21h53

A empresa relata ainda a destruição de parte do maquinário de produção, alojamentos, fechaduras e cadeados de portas, pichações e furtos de molhos de chaves, compressores, baterias, ferramentas, material de cozinha, mantimentos, alternadores e motores de trator, ônibus e caminhão. Os 550 trabalhadores ficaram quatro dias impedidos de trabalhar na colheita e manutenção dos pomares. Nesta quinta, eles tiveram de se ocupar da limpeza e reparo do que foi estragado.

Os danos ao meio ambiente em razão da violação de embalagens de defensivos agrícolas ainda estão sendo apurados. Após a quarta invasão nos últimos cinco anos, a empresa informou esperar que desta vez os autores sejam identificados e responsabilizados.

Mais conteúdo sobre:
MSTinvasãoCutrale

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.