Intenção de reforma é desbloquear sistema político, diz Tarso

Ele e o ministro de Relações Institucionais, entregaram a proposta aos presidentes da Câmara e do Senado

Agência Brasil

28 de agosto de 2008 | 15h24

O ministro da Justiça, Tarso Genro, avaliou nesta quinta-feira, 28, que a proposta de reforma política construída pelo governo servirá para desbloquear o sistema político do país. Na quarta, ele e o ministro de Relações Institucionais, José Múcio, entregaram a proposta aos presidentes da Câmara e do Senado.  "Nossa intenção não é extinguir partido, é desbloquear o sistema político do País, é permitir que haja uma renovação do sistema de alianças, é permitir que não haja integrações fisiológicas entre os partidos", explicou. Segundo ele, agora haverá uma série de debates envolvendo o governo, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), o Senado e a Câmara e deverá ser formado o calendário de votações.  "Achamos que a proposta foi bem acolhida como elemento para discussão e agora é o próprio Congresso que vai produzir a reforma e esperamos que isso ocorra no primeiro semestre do ano que vem", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
Tarso Genroreforma política

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.