Intelectuais e artistas participam de ato em apoio a Lula

O movimento por 'um Brasil justo pra todos e pra Lula' recebe os participantes na Casa de Portugal, no bairro da Liberdade

Eduardo Laguna, O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2016 | 20h37

São Paulo - Intelectuais e personalidades da classe artística realizam nesta quinta-feira, 10, no centro de São Paulo um ato em apoio ao ex-presidente Lula - réu em três processos da operação Lava Jato - e ao movimento de ocupação das escolas contra a reforma do ensino médio e à proposta de emenda constitucional, em tramitação no Senado, que estabelece um teto aos gastos públicos.

O movimento por "um Brasil justo pra todos e pra Lula" recebe os participantes na Casa de Portugal, no bairro da Liberdade.  No local, está sendo transmitido, em dois telões, um clipe musical gravado por artistas como Chico Buarque, Zélia Duncan, Arnaldo Antunes e Dado Villa-Lobos, bem como o vídeo, divulgado há uma semana, no qual o ator Wagner Moura repudia a invasão policial, ocorrida na sexta-feira, na escola Florestan Fernandes, do Movimento Sem Terra em Guararema (SP).

No depoimento, Moura cita a ação da polícia como mais uma demonstração do estado de exceção e policialesco em que o País se encontra. Em outro vídeo transmitido na Casa de Portugal, o ator Fábio Assunção defende que não é o momento de cortar investimentos em cultura e educação. "Os estudantes merecem ser ouvidos", diz o ator.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.