Intel cancela encontros em Taiwan e China

A norte-americana Intel, líder mundial na fabricação de chips, cancelou os planos de realizar dois fóruns de tecnologia em meados de abril em Taipé (Taiwan) e Pequim (China), em razão da preocupação sobre a proliferação da Síndrome Respiratória Severa Aguda (SARS) na Ásia. "Ouvimos vários comentários por parte de nossos clientes e fornecedores mostrando preocupações com a viagem para a região e alguns deles estão enfrentando restrições para viajar", disse a porta-voz da Intel em Hong Kong, Josie Taylor. Encontros semelhantes em Tóquio (Japão) e em Bangalore (Índia) não deverão ser desmarcados. A Intel é a primeira grande companhia a cancelar um evento em virtude da epidemia da doença.No início da semana, a Intel interditou um dos três andares de escritórios em Hong Kong, após um funcionário ter apresentado sintomas da doença. Taylor afirmou que a Intel não pretende agendar uma nova data para os fóruns, nos quais a empresa apresenta suas novas tecnologias para que criadores de softwares e outros produtos possam se atualizar. "Esse é um problema global, mas precisamos fazer nossos negócios e o faremos de outras formas", disse Sherry Yang, porta-voz da Quanta Computer, fabricante de notebooks que utiliza os processadores Pentium e outros componentes da Intel.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.