Integrantes do MST são despejados em Agudos-SP

Cerca de 40 integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) foram despejados hoje da fazenda Geada, em Agudos, no interior de São Paulo. A área tinha sido invadida no final de fevereiro e a Justiça local determinou a reintegração de posse em favor dos proprietários.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

30 de março de 2010 | 19h57

Viaturas e homens da Força Tática da Polícia Militar foram deslocados para o local, mas não precisaram agir. Os sem-terra desocuparam a fazenda de forma pacífica.

O grupo retornou para o acampamento Irmã Doroty, instalado na região. O MST alega que a fazenda estaria em processo de desapropriação, após ser considerada improdutiva em vistoria do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Os proprietários não foram encontrados.

Foi a quinta invasão na mesma propriedade. Em janeiro, a área tinha sido ocupada por integrantes da Federação dos Empregados Rurais Assalariados do Estado de São Paulo (Feraesp).

Mais conteúdo sobre:
MSTAgudosreintegraçãoinvasão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.